Professoras e Professores, em geral, possuem uma organização de trabalho desfavorável para a saúde física e mental. Comumente trabalham em salas de aula ruidosas, com um número excessivo de alunos, por muitas horas do dia, com pouco tempo de descanso.

Essa ergonomia física e organizacional tem afetado a saúde desses profissionais, que comumente apresentam queixas e sintomas relacionados à saúde vocal, mental e à LER/Dort.

Por isso, o SinproSP, na Escola de Professores, preparou uma mesa redonda para ajudar as e os docentes com estratégias e dicas para a melhoria de sintomas relacionados à saúde vocal, mental, e à LER/Dort, comuns a professores nessas situações. E, também, direcionar na pauta de negociações coletivas, cláusulas que nos garantam melhores condições de trabalho.